Petiscar com “sotaque” algarvio


Petiscar era um hábito das gentes algarvias (e não só !) após o terminos de um dia de trabalho. Conviver, beber um copito de vinho, comer uns petisquinhos… feitos na base do que estava mais à mão e se tornaria, maioria das vezes, em “especialidade da casa” que o mesmo é dizer de cada tasca/taverna ou casa de pasto.

Os tempos foram tornando-se mais difíceis, o número de horas e a dureza do trabalho aumentaram como aliás o custo de vida e o petisco esse deixou de estar tão presente no final do dia … de quem trabalha.

O turismo foi crescendo, é verdade e, pelos algarves as “novas tascas” abrem-se ao estrangeiro e ao nacional para lhes mostrar que de coisas simples, tradicionais e alguma modernidade/criatividade à mistura, se pode dar outra vida aos centros históricos das vilas e cidades e também proporcionar o convívio entre os “petiscadores”. Portimão deu o mote e a organização -Teia d’ Impulsos- sonhou mais alto, arriscou e vai fazendo deste um roteiro gastronómico-turistico-cultural onde,   muito do que o algarve tem de melhor e leva à mesa ou ao balcão, num pratinho, em forma de petisco, se assuma como cartaz para todos os gostos, gentes e bolsas…

Deste modo e contando com a ajuda do S.Pedro uma nova edição da “Rota do Petisco” está a decorrer.  Ah e trouxe novidades desde logo ter começado mais cedo em termos de calendário mas também por ser uma Rota bem mais abrangente em termos de território com a consequente adesão de mais várias dezenas de estabelecimentos de restauração aderentes. E Lagos, Aljezur também Vila do Bispo, Silves, Faro e Olhão entraram neste périplo dos muitos sabores e petiscos, dando sublinhe-se, uma grande oportunidade a muitos mais apreciadores do “petiscar” à boa maneira algarvia. E são sempre muitos os nacionais e os estrangeiros que não perdem a oportunidade de saborear um bom petisco!

Portimão, o «concelho berço» da Rota do Petisco” virá mas lá mais adiante no calendário e será o fechar com “chave de ouro” esta magna montra do melhor que se tem e dá a provar em terras mais a sul de portugal e que importa aliás degustar… e bem conhecer tanto no barlavento como no sotavento algarvio.

Abrir de apetites é dizer que a oferta é múltipla, saborosa, surpreendente muitas das vezes, pelo que estar atento às redes sociais é a sugestão. Na certeza de fazer crescer água na boca… …prometemos voltar à “Rota do Petisco” -2017

rota petisco3

Anúncios

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s